Endereço:

R. Dr. Gabriel Piza, 577 - Santana, São Paulo - SP, 02036-011

Whatsapp

(11) 96565-6516

Abertura de empresa na Zona Sul: saiba como

Confira esse post e saiba como fazer a abertura da sua empresa na Zona Sul

Geralmente, o primeiro contato da contabilidade com o cliente é na abertura da empresa, seja assessorando ou até mesmo para ser o consumador da abertura.
Pensando nisso, para dinamizar esse processo inicial, segue neste artigo algumas informações que você precisa saber para realizar a abertura da sua empresa na Zona Sul.
Inicialmente, o empreendedor precisa entender que são, basicamente, quatro tipo de empresa: MEI (microempreendedor individual), ME (microempresa), EPP (empresa de pequeno porte) e LTDA (limitada). Contudo, para facilitar o processo de entendimento, vamos agregar o ME com o EPP, pois os processos são bastante parecidos. Sendo assim, a subdivisão fica em três opção de Razão Social para a abertura da sua empresa.Microempreendedor Individual
Os documentos necessários para a abertura do MEI são: RG, CPF, comprovante de residência, título de eleitor, comprovante de residência do estabelecimento (caso seja diferente da sua residência pessoal), última declaração do imposto de renda, atividades que a empresa irá exercer e nome fantasia.
Para fazer o cadastro, basta o empreendedor acessar o Portal do Microempreendedor Individual, já que o processo é totalmente virtual e ao realizá-lo bastará o empreendedor inserir os documentos acima nos campos selecionados.
Nesta ocasião, ao realizar abertura da empresa na Zona Sul por meio do MEI, o empreendedor apenas pagará 5% do salário mínimo pela tributação, o governo incentiva essa modalidade de abertura da empresa, por isso cobra o valor do DAS. Por outro lado, o ganho tem um teto de 5 mil anuais e vai até 60 mil reais.
É sempre bom refrescar a memória, que nessa ocasião o dono do negócio não poderá inserir mais ninguém na abertura da empresa.
 Microempreendedor ou Empresa de Pequeno Porte
Assim como falamos no início do texto, essas modalidades empresariais são complementares entre si, por isso podem ser abordadas conjuntamente. Entretanto, tanto ME quanto EPP são consideravelmente fundamentais abertura da empresa na Zona Sul.
Se no MEI o teto chega a 60 mil reais/ano, o ME/EPP pode ganhar de 60 mil a mais de 3 milhões de reais. Até porque, se no MEI a possibilidade de contratar não existe, no ME/EPP você pode ter funcionários no teu próximo.
 
Mas, como diria o sábio: “Grandes poderes requerem grandes responsabilidades”, por isso a abertura do MEI requer obrigatoriamente da assessoria de um contador para a parte financeira.
A documentação para abertura da empresa pelos sistemas ME e EPP são iguais as do MEI: RG, CPF, comprovante de residência, título de eleitor, comprovante de residência do estabelecimento (caso seja diferente da sua residência pessoal), última declaração do imposto de renda, atividades que a empresa irá exercer e nome fantasia.
A diferença vem a partir daí, pois o empreendedor precisará fazer o download do requerimento empresarial da junta comercial da Zona Sul, preencher, checar as informações, transmitir essas informações para a junta da Zona Sul. Caso sistema da Zona Sul for integrado com o sistema da Receita Federal, você precisará do 3.6 da Receitanet e preencher o DBE igualmente ao requerimento do empresário, o que demora cerca de dois dias para envio. Assim que for enviado, confira a assinatura do empresário antes de levar as documentações aos órgãos da Zona Sul.