Endereço:

R. Dr. Gabriel Piza, 577 - Santana, São Paulo - SP, 02036-011

Whatsapp

(11) 96565-6516

Saiba como abrir firma na Zona Sul

Passo a passo para que você venha abrir firma na Zona Sul com facilidade

Muitos empreendedores acham que apenas ter uma boa ideia em mente é o suficiente para abrir firma na Zona Sul, entretanto, ter uma reserva bancária suficientemente apara investir na sua empresa é fundamental.
Caso você tenha vontade em investir no segmento em questão e tenha o investimento financeiro suficiente, alguns demais pontos precisam ser pensados, como: carência do mercado na determinada área, número de clientes em potencial e suas habilidades para lidar com tudo isso e não apenas com o segmento em questão.
Planejamento é a palavra chave para abrir firma na Zona Sul, você terá que ter todas as etapas do negócio bem estruturadas para tocar o barco sem amplas preocupações.
Mas, além de toda a questão estratégica, para abrir firma na Zona Sul há uma questão burocrática por trás e você precisa estar preparado para passar por esse processo, pois quando se trata da legalização de uma empresa é muito importante que se encaminhe documentos como: alvarás, licenças e embargos junto a órgãos públicos que precisam emitir esses documentos para a legalização da sua empresa junto às juntas comerciais.
Então, se você quer abrir uma firma na Zona Sul e não sabe como, fique atento as nossas dicas a seguir.

  • Emissão de documentação e registro da empresa

Primeiramente, você precisa saber que trabalhará sendo uma microempresa ou uma empresa de porte maior. Você pode, também, ser um microempreendedor individual. Essa definição é importante para saber qual o processo burocrático no qual você irá passar para a abertura da sua firma na Zona Sul.
Vamos e convenhamos, burocracia não é legal e se pudéssemos evitar algo nesse processo, sem sombra de dúvidas evitaríamos essa etapa. Entretanto, é obrigatória que empresa passe por esse “martírio”.
Mas não quer dizer que esse processo é chato que não podemos o agilizar e isso acontece por eficiência e não por dar um jeitinho e ir empurrando as coisas para debaixo do tapete. Isso é possível caso você, com antecedência, se informa quanto a documentação será necessária, bem como a agilização da retirada de tais documentos.
Ir atrás, previamente, de escritórios jurídicos e contábeis é fundamental para se inteirar com tais informações burocráticas.
 Esse processo é importante, pois terá que ser redigido um contrato social para a abertura da firma na Zona Sul. E esse contrato social precisa ser rico em detalhes para que futuramente o empresário não venha sofrer com omissões de informações que venham ser importante a ser registradas em tal contrato.
O que pode ser antecipado, neste caso, é a separação de documentos fortuitos como: RG, CPF, IPTU da empresa com cópia  autenticada de todas as pessoas e sócios, além de todos os laudos previamente solicitados.
Todas as partes entrado em acordo, é essencial que o contrato seja apresentado na junta comercial e no cartório de pessoa jurídica.