Endereço:

R. Dr. Gabriel Piza, 577 - Santana, São Paulo - SP, 02036-011

Whatsapp

(11) 96565-6516

Se prepare para o crescimento da sua empresa por meio da gestão contábil

Para que a gestão contábil venha contextualizar o crescimento da sua empresa, você precisará fazer algumas perguntas para si próprio

É quase impossível você ser empresário e não pensar em crescer. Mas que a sua empresa possa crescer, algumas perguntas precisam ser feitas para uma autoanálise. Esse processo de autoafirmação e de reconhecimento de pontos de convergência é um processo de gestão contábil que precisa ser levado muito em consideração.

Por meio da perspectiva financeira, a gestão contábil torna-se um ponto de controle. Mas para que a gestão contábil venha a fluir nesse serviço, algumas perguntas sobre si próprio precisam ser respondidas por si próprio.

Como num efeito dominó, o movimento de onde, como e para onde crescer leva a empresa a resposta de diversas outras dúvidas e constrói um contexto dentro da gestão contábil. Por causa disso, pensamos em desenvolver uma série de artigos que vão adentrar esse tocante sobre as perguntas que você deveria fazer para que o processo de gestão contábil venha contextualizar o crescimento da sua empresa.

Por que crescer?

Essa é, literalmente, a pergunta de um milhão de reais. Nosso senso natural é questionador e, muitas vezes, o “por que” é a palavra que primeiro aprendemos em nossa vida. Mas dentro de um contexto de gestão contábil, o “por que” questiona o motivo do crescimento, a causa e a consequência que leva você tocar a sua empresa. O poder do “por que”, nesses casos, é olhar para si próprio e entender o ponto de conforto na gestão contábil e no conforto da empresa.

Embora seja difícil, existe a possibilidade até mesmo que, nessa autoanálise você perceba que está satisfeito aonde está, não vendo mais necessidade de crescimento e, a partir daí, ter que tirar um coelho da cartola para buscar novos pontos de motivação para não cair na acomodação natural de qualquer negócio.

Paralelo a isso, cabe um ponto de atenção na gestão contábil, analisar rápidos crescimentos para o suporte da empresa, por exemplo, é ter um cuidado com a manutenção de bons resultados, o que é muito importante para a saúde do negócio.

O tamanho da empresa vai ao encontro do porte da própria e uma boa gestão contábil trabalha dentro do porte do empreendimento, sendo assim, acompanha fatores de crescimento e estruturação, como material humano e tecnológico e o fortalecimento interno e externo da empresa.

E é por isso que a autoanálise do negócio proposta pela gestão contábil é tão importante para o sucesso da empresa.

Estrutura

Uma nova pergunta para ser feita é sobre a estrutura da sua empresa mediante o crescimento. A sua empresa tem estrutura para crescer? O que fazer para chegar a esse crescimento? Como explorar essa estrutura? Há um exercício que ajuda a sua empresa a responder essa questão e é chamado de exercício dos “dez vezes mais”, sobretudo em relação aos gargalos que podem aparecer no caminho. A pergunta de “um milhão de reais” é: Se a sua empresa crescer dez vezes do dia pra noite, quais seriam os gargalos para acompanhar tal crescimento?

A pergunta acima pode ser feita individualmente e dentro de um contexto de divisão de departamentos, claro com a adaptação das demandas de acordo com as funções departamentais. E daí parte a questão estrutural da gestão contábil.

Os fatores citados acima são de principal influência para que, dentro da gestão contábil, o seu negócio venha crescer, mas, além disso, fatores como o conhecimento de forma de crescimento, os milestones do caminho, material pessoal, riscos e benefícios, fatores a ser abordados para o crescimento da sua empresa.